Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2017
Em dias assim eu tento me lembrar que eu não detenho o monopólio da dor, que eu não sou o inventor da saudade e que todo mundo, cedo ou tarde, chora.

Oi, dor!
 ...o que tu anda fazendo aqui de novo menina? Mexendo nas minhas coisas guardadas. O fim de semana acabou mas tu não foi embora. Seguiu por aqui ocupando espaço. Tu sempre volta. Quisera os meus amigos me visitarem tantas vezes quanto tu. Eu não te chamei. Eu não liguei...mas tu não pode ver a porta aberta que já vai entrando. Tu devia embora. Tu te demora demais por aqui. Sua vadia!