Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2013

Carta ao meu vício.

Olha meu bem,você sabe,você mais do ninguém sabe que eu não sou alguém que abandona sem sofrer.Sabe que não abro mão de qualquer um como se fosse qualquer coisa.E nem tão pouco sou ingrato com quem já me acompanhou,com quem me amparou.Mas me parece agora que cheguei a um impasse!Tem vezes em que a gente faz planos ou imagina um futuro;vezes em que a gente idealiza quem quer ser e como quer agir e é inevitável pensar em quais coisas e quais pessoas cabem nessa nova vida. Pois aí é que está minha querida!Não me julgo capaz de dar qualquer passo sem você...e essa incapacidade me assusta. Estou tão acostumado a te ter presente, suavizando o impacto dos meus fracassos,amplificando a euforia dos meus sucessos! E nossa, como você se enquadrou perfeitamente na minha vida até agora...Você estimulou tanto minha intelectualidade quanto minha loucura;nos momentos mais luminosos e nas horas mais escuras!E não poderia ser diferente. Você foi sempre tão bem vinda na minha casa, na minha família…

felicidade é outro bicho!

Minha alegria é um poodle que corre, brinca e pula e late! E rói qualquer osso e cheira qualquer cio.Já minha tristeza é um leão...astuto e gordo;quieto e seguro. A felicidade é outro bicho! Talvez dragão,talvez unicórnio.Felicidade é quimera.