Uma explicação











Um amigo, desta vez não o Nilson, fez um comentário positivo sobre o ultimo texto que postei. Contudo, mesmo em se tratando de assunto sério, ele achou (me disse isso pessoalmente), que eu escrevia de maneira muito formal, com um uso de um vocabulário um pouco “complicado” (“rebuscado” foi a primeira palavra que me ocorreu, hehe!). Mas eu concordo.

De verdade, é quase impossível pra mim não adotar esta postura quando não escrevo para um alguém específico ou quando não tenho bem certeza de quem acabará lendo. A gente sempre quer impressionar, não é?

Bom, mas estou ansioso para poder responder ou comentar aqui no blog um assunto proposto por um amigo, assim relaxo um pouco e me corrijo. Formalidade não tem muito a ver comigo embora o excesso de descontração na palavra escrita só pegue bem mesmo no MSN.

Mas enfim, ao Binho que fez a queixa, peço o obséquio de remir este incauto e prolixo amigo pelos preâmbulos reincidentes em cada nova construção lexical por mim redigida... ok?!...HUAHSUAHSUASUHAUHSAU!!!!!

Brincadeiras à parte; valeu o toque preto! Eu juro evoluir neste aspecto. Daqui a pouco estaremos conversando aqui com tanta naturalidade e descontração que vai ser como se estivéssemos no churras do Gustavo ou no boteco do Malaquias ;e se o assunto for “merda”, então falaremos “MERDA”, com muita propriedade!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ten Days in Woodbourne

3x4

A Queda do Falcão.